O perfil de um traidor: Traiu a América com o Brasil

O verdadeiro capitalista só é amigo do dinheiro

O livro lançado pelo escritor Antônio Pedro Tota retrata a triste história de traição de um dos homens mais ricos do mundo ao seu país, fazendo o caminho inverso dos homens bons brasileiros, que quando percebem onde estão a primeira coisa que fazem é se mandarem para os Estados Unidos, com toda a sua riqueza.  Trata-se do antigo governador de New York, Nelson Rockefeller, o qual embora tivesse almejado chegar ao cargo de presidente, pela traição cometida, nunca conseguiu tal intento.

Enquanto qualquer representante da classe dos homens de bem sensato soubesse que para este país tupiniquim, terra de gente morena e sem futuro, uma boa ditadura bastasse para dominar a gentalha e bloquear o comunismo, o madman resolveu jogar dinheiro fora por estas plagas, manifestando estranho interesse pelo Brasil, se envolvendo, inclusive como investidor direto, mecenas e empresário, nas mais diversas atividades, do cultivo da borracha ao planejamento urbanístico de São Paulo, do incentivo às artes à constituição de fundos de investimento que modernizaram o mercado de capitais local, sempre na tentativa de importar a eficiência e o American way of life como se os néscios aqui nascidos fossem capaz de sustentar tal modo de vida superior. Era um triste caso psiquiátrico.

E o mal parece ser de família pois uma de suas sobrinhas, ao invés de desenvolver relações com a elite carioca e paulista, frequentando a Vieira Souto ou Higienópolis, se envolveu com a favela da Rocinha, onde pasmem senhores, frequenta até hoje. É um péssimo exemplo para a sociedade nacional.

Este livro serve de alerta para todos nós de que a riqueza não nos protege da degeneração social e da falta de discernimento sobre o papel dos homens bons no mundo. Excelente.

 

Facebook Comments
Compartilhar

13 comentários sobre “O perfil de um traidor: Traiu a América com o Brasil

  1. Ele morreu como um legítimo confrade hariovaldiano!

    “Nelson Rockefeller morreu ‘na sela’, nas palavras de um assessor da família, anos depois. A moça chamava-se Megan Marshack, tinha 25 anos e muitas curvas. A viúva, Happy, sabia de tudo e quando um amigo perguntou-lhe, no hospital, se ele sofrera o ataque em casa, respondeu: ‘Não, estava com ela’, e apontou para Megan.”

    Fonte: Observatório da Imprensa -- http://observatoriodaimprensa.com.br/news/view/_ed823_novo_livro_ilumina_morte_de_rockefeller_neto

    1. Boa noite.

      Hans Bintje (28 de novembro de 2014 at 12:16):

      … “Nelson Rockefeller morreu ‘na sela’, nas palavras de um assessor da família, anos depois. A moça chamava-se Megan Marshack, tinha 25 anos e muitas curvas…‘.

      Caro Hans Bintje. Fiquei deveras confuso. Sela, curvas. O pantagruélico Nelson Rockfeller DaPutter morreu de acidente automobilístico (curvas), ou de ‘acidente de equitação’ (sela)? Sela? Pode também ter morrido ‘pedalando’…

      Saudações “{♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥} Dilma, Inclusões Social e Política. Sem Educação Política, o egresso social se volta contra o seu promotor. Reformas Constituinte Exclusiva e do Judiciário, Já.“,
      Morvan, Usuário Linux #433640. Seja Legal; seja Livre. Use Linux.

  2. Dear Sires,
    Enquanto ainda não se conseguiu derrubar a búlgara soviéte e seu partido rubrobolivariano do poder, foi instalado um clima de terror financeiro no país devido ao descontrole econômico implantado por Mantega -- o ítalocomunista, e caterva, o que está levando os Estados Unidos do Brazil à fuga acelerada de capitais, principalmente os estrangeiros, que preferem aplicar em lugares mais seguros como o bom PUM -- Províncias Unidas del México, como indicam as notícias: Boa Manipulação Criativa das Expectativas Econômicas pela Mídia
    De facto, além da fuga do capital de origem externa, estamos vivendo uma situação que nossas elites quatrocentãs estão empreendendo fuga para Maiami -- a capital de Latrinoamérica -- com suas famílias, para viver em modestos apartamentos de poucos milhões de dólares comprados com suado e honesto trabalho de sol à sol, e vendendo suas ações da falida, quebrada, irrecuperável e aparelhada Petrossauro que tem produção pífia e nenhuma perspectiva, para comprar ações da privatatizada e excelente PeMex e demais empresas da pujante economia azteca.
    Em México, ao contrário do Brazil, não há miséria e o país não passa vergonha nessa comparação com o concerto das nações desenvolvidas como demonstram as estatísticas: Políticas neoliberais salvam México!
    Alvíssaras e viva os Aztecas e o North!

    1. Nobilíssimo do Alto e do Baixo Egito:

      Por favor, não faça alarde sobre o PUM. Se afaste e deixe a Natureza seguir…

      Na Europa — e agora estou constatando, mesmo aqui no Brasil — é um tremendo alívio quando conseguimos despachar essa gente para Acapulco ou, caso prefiram, Miami.

  3. Alvissareira notícia!

    Seria o Uncle King um hariovaldiano disfarçado?

    Do dito cujo em seu blog (post de 28/11/2014
    às 3:57):

    “Oh, alvíssaras! De vez em quando os sinos bimbalham, e três pessoas conseguem fazer um debate relevante sobre um tema importante”.,

  4. Boa noite.

    Comunidade hariovaldiana do pouco siso:

    Faleceu Roberto Bolaños, El Chavito.
    Ninguém mais nos poderá ajudar, não poderemos mais contar com a astúcia nem com o carisma de Chaves, o Chespirito. Quando parte um fazedor de riso, eu me sinto triste, diferentemente do dia a dia. E não importa se é brasileiro, escocês ou malgaxe. Muito triste.

    Saudações “{♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥} Dilma, Inclusões Social e Política. Sem Educação Política, o egresso social se volta contra o seu promotor. Reformas Constituinte Exclusiva e do Judiciário, Já.“,
    Morvan, Usuário Linux #433640. Seja Legal; seja Livre. Use Linux.

  5. Boa noite.

    Comunidade hariovaldiana unida contra o universo lúgubre:

    Na foto da chamada do artigo tem a capa do livro com o título “O Amigo Americano”. Seria, em si, um oximoro?

    Saudações “{♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥} Dilma, Inclusões Social e Política. Sem Educação Política, o egresso social se volta contra o seu promotor. Reformas Constituinte Exclusiva e do Judiciário, Já.“,
    Morvan, Usuário Linux #433640. Seja Legal; seja Livre. Use Linux.

    1. Cari$$imo Usuário

      “Na foto da chamada do artigo tem a capa do livro com o título “O Amigo Americano”. Seria, em si, um oximoro?”

      OXIMORO? Depende do ponto de vista! Para a elite entreguista tupinanquim “Amigo Americano” é um pleonasmo vicioso tal qual são as expressões “entrar para dentro” e “subir para cima”.

      Ps: No Brasil, elite entreguista também é pleonasmo vicioso.

  6. Profi, conheço o Tota de velhos carnavais e ele era vermelho e já metia a boca em nossos brothers & american friends… E suponho que ele não seja da turma da Ella Santa…
    Este sictio está se perdendo! Isso é um facto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *