Revolução de 64 em marcha: Homens bons começam a punir comunistas

Os bons tempos estão voltando!

Todo poder ao CCC.

Facebook Comments
Compartilhar

44 comentários sobre “Revolução de 64 em marcha: Homens bons começam a punir comunistas

  1. Ungido prophessor Douptor D’Almeida Prado, torcida 7x1,

    Todos à Phiespe com suas camisas verd’amarelas em dephesa da Rede Globo e do Doutor Mouro, vamos inovar e gravar o novelão ao vivo ! Vou despachar nossos maniphesctantes para tomar o maspê ! Agora vae !

  2. Coisas estranhas aconteceram na presente data, caro Prof. Hariovaldo. Para começar, o coroinha e o sacristão que sempre vestiram preto, hoje vieram ,em protesto com roupas coloridas. Mandei a ambos voltarem para suas respectivas casas.
    Meu sócio, quero dizer, fiel, dono da funerária local, acordou exultante, acreditando que a clientela iria aumentar.
    O casal que fazia curso para noivos saiu no tapa logo cedo porque o mancebo acreditou que a pretendente que vestia negro estava dando alguma indireta sobre seu desempenho conjugal. Querem o divórcio, mas já que pagaram adiantado, vai ter cerimônia não sei de quê.
    Para encerrar, um milagre, a imagem de São Benedito, se transubstanciou, agora é albino. Santo mouro.

  3. Professor Hariovaldo, demais comphrades na lucta contra tudo que está ahi ;
    Tenho andado disfarçado no meio do populácho(incrível o lucho que desfructam!! Em alguns buzões têm até ar condicionado!!), e não tenho notado o enthusiasmo da nobre classe em depor o Molusco e sua assecla búlgara refletido nas massas ignaras. O que esptah havendo com a capacidade de mobilização das mídeas televisivas, Este povo não vê a globo?? como podem estar inertes? Que esperam para apoiar o grande golpe de Mouro?
    Preoccupa-me a independência deste moço de pretas camisas. Espero que sua corrente só vá até o lado vermelho e não entre no campo dos homens de Benz.
    Delenda Diuma!!

  4. Mais uma vez o Dr. Prof. Almeida Prado sai em busca de audiência no numero de paginas visualisadas,as custas de um titulo e textos sensacionalistas e reacionários que beiram ao escárnio.

    É impossível a qualquer democrata ,mesmo que da oposição aceitar de forma passiva e sem protestar com veemência contra mais esta atitude provocadora..

    A despeito de termos aqui vários seguidores fiéis do tal Dr. Professor,que comungam diariamente com o facismo deliberado deste sítio,temos outros que são somente inocentes uteis que aparentemente caminham como bois sendo doutrinados a cada dia,como é o caso de alguns militares e padres aqui presentes.

    É preciso valorizar a democracia e aceitar suas dores diárias,e criar agendas para a tomada do poder legitimamente nas urnas,só asim seremos uma grande nação, e não uma corja de analfabetos politicos estúpidos e ignorantes.

    Sds,RFF

    1. Senhor Fabri: Como bem sabe, eu sempre dei atenção às suas postagens, mas mais uma vez discordo, me desculpe mas discordo.
      O Sr. pretende aparentemente que o meu voto valha tanto quanto o voto da minha faxineira? pois saiba que os meus pais investiram uma quantia bastante razoável para que eu fosse quem sou hoje; e a família da Dora quanto investiu? Nada, ela estudou quatro anos na escola pública aqui de Jacuípe, saiu sem saber ler e o sr. quer que ela seja vista pela lei como uma igual a mim ou à munha esposa, que embora seja comunista, estudou administração em Salamanca. Ora ora Sr. Fabri, está claro que eu, e os a mim iguais somos superiores além de sermos extorquidos em uma fortuna todos os anos no imposto que me cobram, e à Dora? Nada.
      Desculpe mas não somos todos iguais, eu pelo menos merecia mais, além de ainda ter que conviver com uma dilmista dentro de casa.

      1. O Dr. Zé saiba primeiramente, que eu respeito o contraditório.

        As vezes perco a paciência com contraditórios que partem de mulas sem cerebro que insistem em verbalizar e escrever os grunhidos que afloram de suas mentes atrofiadas.

        Quanto ao sr. Dr. Zé declaradamente um libidinoso que trava realções sexuais expurias com sua assistente mais humilde,e tem a pachorra de expô-las publicamente aos outros tarados deste sitio,e ainda tratá-la como uma “coisa” insignificante,um objeto de consumo diário.

        Só tenho a declarar que no inferno não existe mar para suas pescarias indecentes,.somente o fogo ardente e retificador de pobres de alma do seu calibre.

        PS:Se eu fosse casado com uma Dilmista,assim como o Dr. ,certamente estaria aborrecido ,mas teria momentos de felicidade também,pois a ignorância e simplicidade dos postes é por vezes um refrigério diante de tantos desafios intelectuais diários.

        Sds,RFF.

  5. Mestre,

    O senhor acredita em coincidências ?
    “No dia 13 de março de 1964, João Goulart realiza um grande comício na Central do Brasil (Rio de Janeiro), onde defende as Reformas de Base. Neste plano, Jango prometia mudanças radicais na estrutura agrária, econômica e educacional do país.

    Seis dias depois, em 19 de março, os conservadores organizam uma manifestação contra as intenções de João Goulart. Foi a Marcha da Família com Deus pela Liberdade, que reuniu milhares de pessoas pelas ruas do centro da cidade de São Paulo.

    O clima de crise política e as tensões sociais aumentavam a cada dia. No dia 31 de março de 1964, tropas de Minas Gerais e São Paulo saem às ruas. Para evitar uma guerra civil, Jango deixa o país refugiando-se no Uruguai. Os militares tomam o poder. Em 9 de abril, é decretado o Ato Institucional Número 1 (AI-1). Este, cassa mandatos políticos de opositores ao regime militar e tira a estabilidade de funcionários públicos.”

  6. A excelente Emissora da Revolução está em quase plantão permanente e júbilo insuflando o que há de melhor na boa pequena burguesia brasileira, qual seja a cega e obediente defesa de seus bons patrões contra o cumunismu e a vontade, a ilusão da robozada de ter seus minutinhos de fama, alguma importância para a classe alta que não seja ser usada como pretexto para o injustificável ou a ilusão de qualquer protagonismo real.
    Esse negócio de democracia só é bom, lógico, quando serve aos nossos bons negócios de homens de bens, o que não é o caso no momento, basta verificar a boa aliança que se formou, FIESP, Maçonaria, remanescentes dos bons do CCC e Dói no Códi alheio, cartel da especulação financeira, o bom oligopólio da informação, sem contar os juristas da República de Curitiba, tão competentes quanto os rábulas de 1964, tudo gente boa interessada no futuro da pátria, gente da melhor qualidade.
    Já imagino a manchete do Globo logo após a derrubada de tudo que aí está: “Restaurada a Democracia!”.
    Minha senhôra tem a mesma opinião, só lamenta a interferência disso tudo no horário de sua novela.
    Anauê!

    1. Sorte sua confrade Joaquim; a minha senhôra é comunista e não me permite ver o Sinhosinho Malta e muito menos o Reporter Esso

      1. Mas se a Madame Magalhães é comunista então deve deixar V. Sa. acompanhar o enredo de Roque Santeiro, pois Dias Gomes era comunista. Lembro-me com orgulho cívico o dia que a democracia da Revolução proibiu a primeira versão da novela no dia da estréia. Nem Dr. Roberto conseguiu demover Dona Solange.

        E para curtir o happy hour, nada melhor que uma melodia daquela época em homenagem `a Madame Magalhães..

        https://youtu.be/LnYO4q5uJSI

    2. Sr. Fabri: não pretendo resvalar meus propósitos de discussão para o insulto pessoal, pois discordar é uma atitude intlectualmente salutar; insultar é perder-se no diálogo. Pois saiba que a minha relação com Dorinha não é somente carnal, é sim um amor que embora fugidio e à surrapa, ele é puro e desinteressado. Saiba mais, que ela, a Dora tem de um amansebamento que a infelicita pois o marido por vezes chega tarde em casa com evidentes sinais e oderes de pinga barata. Além do mais eu contribuo todos os meses com 50 reais além do chorudo salário mínimo dilmista que a minha esposa lhe paga.

        1. Caro Doutor Ricardo Phabri Philho,

          Acho que o senhor Doutor deve desculpas ao Doutor José Vicente. Os reis católicos da Europa sempre tiveram amantes e cocumbinas além da rainha, que era a reprodutora, e os papas nunca phizeram quaoquer reparo!

          Durante a colônia só vinham portugueses homens para tentar a sorte nespta terra de Sancta Cruz, apesar de serem católicos phervorosos e terem phamília, deixaram copiosa prole com índias e negras. Como o senhor quer que mantenhamos as nossas maes arraigadas tradicções !? Doutor Bolso declarou publicamente seu, dele, apreço pelo estupro ! Doutor Maluph dephendeu o estupro com amor, não ouvi reparos por parte dos homens de phé.

          Poes saiba você que eu, na condição de pau-mole, não gostei de ser chamado de tarado, me pareceu hum tom jocoso e desrespeitoso com a idade !!

  7. Professor Hariprado, seria vossa eminência um adevogado aprovado em concurso para o Olimpo Moura e um filho da pátria de primeira instância?

  8. Queria sugerir aqui que o Professor Hariovaldo liderasse um ultimato ao Internacional de Porto Alegre para a mudança da cor da sua camisa sob pena de exclusão da equipe do Campeonato Brasileiro.

    Não podemos admitir que no momento em que o vermelho é declarada “cor não grata” pelas pessoas que realmente importam neste país o clube gaúcho insista em agredir a nossa sensibilidade visual ostentando garbosamente diante das câmeras globais o ostensivo e agressivo vermelho dos seus uniformes!

    Afinal os gaúchos estão ou não estão contra a Dilma?

  9. Professor Hari e demais confrades: eu estou envergonhado, desanimado e triste. A minha linda esposa, herdeira de um homem bom aqui do interior da Bahia, mas comuna, me contou ontem a história do Rui Costa (o petista que envergopnha este estado governando-o). Diz que ele, o petista, quando menino aqui em Salvador foi filho de uma lavadeira de roupa e que era quem carregava as trouxas roupa suja e depois as entregava lavadas às respectivas donas. Onde já se viu um carregador de trouxas ser governador do estado que foi propriedade de ACM? Onde é que nós estamos? Como posso eu chegar lá no Luxemburgo e falar aos amigos poucos que lá tenho que o governador do meu estado não é um homem de bens?
    Enfim estou gemendo de vergonha, raiva e desalento que Serapião me acuda amén

  10. Profi,

    Alckmin é o Adhemar de Barros de 64. Apoiou a ditadura e se lascou. Apanha da direita mas é igual mulher de malandro, ainda quer mais.

    1. Se a Dra. Maria me permite,não acho de bom alvitre e nem justas estas comparações do Exmo. Governador Dr. Geraldo Alckimin com personagens nefastos de nossa história politica podre e alquebrada.

      Dr. Geraldo é uma das poucas reservas morais e intelectuais da politica nacional e sem sombra de qualquer duvida um legalista imparcial e correto.

      Esta reserva de estadista nato,não pode ser conspurcada sem contraditório portanto.

      Compare o nefasto Dr. Barros ao Ex. Pres. Dr. Honoris Causa Lula da Silva que é mais apropriado para o momento e já se tornou habitual e normal,portanto dentro das regras da atualidade.

      Sds fraternais,RFF.

      1. Caro Douptor Ricardo Phabri Philho,

        Muito bem posto ! Espte escândalo dos trens não nos atinge, poes trata-se de corrupção desorganizada e ponctual. O mesmo podemos dizer do rodoanel, e certamente do merendão. Phurnas sequer exisptiu.

        Querem é macular o seu, dele, nome, só Doutor èphêàghácê deu maes exemplos de ethica e correcção em seus, dele, magníphicos mandatos ! Sim são exemplos.

        1. Certamente Dr.. Coronel,se os politicos deste país,seguissem os exemplos diversos do grande estadista que é o brilhante Ex.Pres. Dr. Fernando Henrique Cardozo,não estaríamos na situação lamentável que nos encontramos.

          Infelizmente existe uma camada da população muito ignorante e sem educação formal coitados,que os leva a estes equívocos de apoio nas urnas do populismo da mais baixa cepa,e acabam por eleger candidatos incompetentes e de caráter duvidoso e que aparelham o estado sem excrúpulo algum.

          Mas é preciso respirarmos fundo, preservar a democracia e chegar ao poder pelo voto,não com tramoias e patranhas de repúblicas de bananas.

          Sds,RFF.

          1. Sim, concordo com o sr. seo Ricardo Fabri. A massa ignara não tem a menor ideia do que é ser governada por um esptadista do estofo moral do dr. FHC. Se suas politicas, as dele, fossem levadas ao pé da letra pelo seu sucessor ( a quem, além das letras, falta também um dedo) não estaríamos quebrados e falidos. Contudo estamos próximos de reviver a política em sua face real, ela produz ganhos e perdas, sempre foi assim. Só não foi nestes últimos três lustros de tempo em que o país conviveu com o populismo barato e inconsequente, que agora podemos medir em toda sua cruel dimensão arruinou com nossas burras para alimentar os burros.

            P.S. Só não concordo com o sr. quanto a vida privada de cada um. Quem come quem? Quem transa com quem, etc…..Isto é perigoso e pode acabar empanando o brilho até mesmo de nosso intelectual maior….como tentam fazer até hoje esses petralhas onanistas……

    1. Senhor Robak,
      Espero que não tenhais invocado meu santo nome em vão, oh imphiel!
      Porém esclareço sua dúvida: O tal sujeito Revoltado on line phoe picado pelo pernicurto Aédis, digo Áécius Aegypt e desenvolveo a terrível doença do bolchevismo rubro bolevareano aspirante, couza detecthada pelo reaça doido, admirador do torquemada, morô?
      Nem Altamirando, personagem do Lalau pharia melhor, talvez só em Diamantina, onde nasceu JK.
      Retorno ao meo sacórphago d’oiro.

  11. Senhores não estou vendo da parte dos nossos confrades o entusiasmo característico dos momentos revolucionários que se nos apresentam. Tomemos o salutar exemplo do nosso mouro que só usa camisa negra tal como os célebres CAMICIE NERE italianos que derrubaram o comunismo e colocaram no poder o bondoso e democrata Mussolini.
    Força agora na reta final vamos vestir as camisas negras e agitar as bandeiras americanas vamos derrotar o comunismo amen

  12. Nos tempos do camarada Stalin qualquer comentário particular contra o sistema, uma reclamação, um chiste ou um protesto privado que fosse, sob a boa égide e vigilância de juizes soviéticos de instância inferior, com indiscricões seletivas direcionadas aos interesses bolcheviques, poderia acarretar uns bons anos de trabalhos forçados na Sibéria, ou coisa pior.
    Métodos bastante similares aos usuais na pátria germânica nos anos 30 e primeira metade dos 40 do século passado, tudo com o aval do direito e das cortes do III° Reich, quando qualquer autoridade legal de baixo escalão poderia promover escutas privadas, fazer acusações, patrocinar prisões sem prazo, para forçar o desespero e delações, verdadeiras ou inventadas, ou aceitar acusações de testemunhas especialmente escolhidas, quem sabe vizinhos ou desafetos, que interessassem aos objetivos políticos pré determinados para atender ao führer e a ideologia oficial.
    Lógico que neste caso o destino não seria a Sibéria, seria outro.
    Ainda bem que no vice reino de além mar da coroa lusa o Código em vigor, estipulado no bom período da ditabranda, prevê e os árbitros jamais abusam de seus poderes ilimitados e regiamente pagos, prendem-se exclusivamente à súmula e nunca fazem pré julgamentos, comentários e ações políticas, não se julgam acima da Lei nem da legislação democrática e fazem questão de manter uma postura sóbria em respeito a si próprios, a dignidade e ao poder que bem representam e nunca se prestariam a lamentáveis interesses de contra-abolicionistas e dos que pretendem o caos, a desordem, e o lucro político ou financeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *