Teleférico comunista bolivariano desafia os céus

Vermelhas, as cabines comunistas levam e trazem a gentalha

Impertinentes bolivarianos, reis da insubmissão indígena aos homens bons bolivianos, o desgoverno ilegítimo de Evo Morales, ofendendo aos homens de bem, inaugurou um teleférico para o transporte da gentalha desde seus casebres nas montanhas para a cidade de La Paz, para que infestem aquela municipalidade durante o dia, fazendo os cidadãos de bem minoritários, ficando os mesmos à mercê das hordas comunistas.

Na verdade, esse transporte maldito é símbolo do fracasso econômico do governo evolulochavista, servindo para distrair a atenção do povo para as desgraças nacionais, uma vez que o país está, a exemplo do Brasil, quebrado e cada vez afunda mais em mãos bolchevistas. Mas um espetáculo deprimente na América Latina, uma tristeza!

Facebook Comments
Compartilhar

22 comentários sobre “Teleférico comunista bolivariano desafia os céus

    1. Cari$$imo Moisesmoisa

      Note bem, “sublevação” possui o prefixo “sub” que significa abaixo ou inferior. Portanto, sublevação é próprio de gentalha.
      Os Homens Bons mandam seus filhos coxinhas protestar contra tudoissoqueaiestá.

    1. Isso mesmo! Igualzinho aquele mocinho que usurpou a prefeitura do Tucanis, ops, de São Paulo e mandou pintar as ciclofaixas de vermelho. Isso é mensagem subliminar, como já provou uma gloriosa professora da puc!

  1. Trolley vermelho comunistaaaaaaa,
    Não é a toa que estão passando por falta de água!
    Investiram tudinho nesses trenzinhos superfaturados para reforçar o caixa dos bancos Suíços e esqueceram da água.
    Pior, reelegeram esse índio de novo! Deve ser a quarta vez!!!
    Daqui a pouco virão pedir dinheiro para a presidenta do Brasil para fazer obras emergenciais para arranjar água para a indiaiada.
    Que povo atrasado Meo Deos!!!
    Aonde estão os homens bons daquele bananal (ou cocanal) que não pediram a recontagem de votos daquela eleição roubada?
    Se ao menos eles contassem com juízes jagunços como os temos aqui as mancheias, quem sabe poderiam dar um golpe Paraguaio e ficar livres dos índios bolcheviques.
    Lá, naquele pais eles não tem a nossa sorte que poderemos contar já no ano de 2038 com a brilhante cabeça de ÇERRA45 e seu escudeiro fegaçê.

  2. Fosse, O Mais Preparado, o prestigioso Almirante do Tietê como era o desejo divino dos homens de bens, o presidente dos Estados Unidos do Brazil, ou pelo menos fosse o Brigadeiro de Cláudio, o construtor de aeródromos de família que funga mas não assopra, nosso fuehrer, certamente dariam a ordem as nossas hoje ausentes e omissas F.F.A.A. de imediata invasão desse incômodo vizinho para desmonte do teleférico bolchevique e apeiamento do poder do silvícola bolivariano.
    Mas qual o que!
    Foi a búlgara vermelha reeleita em pleito usurpado por influência maléfica do algoritmo bolivariano solertemente implantado nas urnas eletrônicas e ainda por cima as F.F.A.A. se recusam, como já denunciado nesse santo espaço cibernético, a cumprir suas funções constitucionais, qual seja dar um golpe no demônio rubro, implantando um regime prazeiroso aos homens de bens!
    Bem disse o professor, América Latina deprimente, uma tristeza!

    1. América Latina deprimente, uma tristeza!

      Sim, mas com a honrosa exceção, é lógico, de nosso queridinho PUM -- Províncias Unidas del México, onde as pessoas tem juízo e sabem de sua inferioridade frente ao bom e invencível North.
      Daí a óptima entrega da Petromex deles aos que sabem, ao bom mercado do North, a imigração massiva de indolentes indígenas chicanos que tantos problemas causam aos superiores WASPs, a total falta de corrupção e segurança em que vivem, a ausência de miséria e outras benesses que o liberalismo de mercado trouxe aos aztecas.

      1. Boa noite.

        Ramsés II (27 de novembro de 2014 at 15:58):

        — “… Sim, mas com a honrosa exceção, é lógico, de nosso queridinho PUM – Províncias Unidas del México, onde as pessoas tem juízo e sabem de sua inferioridade frente ao bom e invencível North…“.

        Caríssimo Ramsés II. Por isso mesmo que continua minha saga, pelas Leys Raonis da vida, para o financiamento do grande épico:

        Como Era Lindo O Meu México Gostoso, A História de Um Povo Perto do Cap., digo, dos nossos “hermanos” da morte, desculpe, do Norte. Este filme não terá cenas que remetam a sexo, nem tampouco terá a atriz Susi Rego no papel principal, justamente para evitar piadinhas infames.

        Saudações “{♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥} Dilma, Vamos Para Cima. Vamos Fazer Política: Reformas Constituinte Exclusiva e do Judiciário, Já; Lei da Mídia! Democratização da informação urgente!!!“,
        Morvan, Usuário Linux #433640. Seja Legal; seja Livre. Use Linux.

  3. Mestre,

    Estou enjoada desses bolivarianos, um libera a maconha, outra inaugura teleférico e agora só falta o governo ilegítimo de Sampa ofertar forquilhas de goiabeira para prospectar água. Que coisa demodèe

    1. Cari$$ima Heidi Maria

      ”ofertar forquilhas de goiabeira para prospectar água.”
      HUA HUA HUA !! Minha forquilha, minha vida!
      Planos e metas: chuchuseco promete sair na frente e distribuir uma forquilha para cada família do sekistão!

      HUA HUA HUA HUA HUA HUA

  4. O lugar da gentalha é na favela, que deve estar localizada em locais de altíssima elevação, com vistas a separar o joio do trigo. A nata da Bolívia está simplesmente chocada com o desgoverno comunista do Evo, que nacionalizou grandes indústrias de petróleo e socializou o lucro para construir meios de transporte e moradia para a gentalha. E tudo isso aconteceu com a bênção do Lula, que permitiu que os meios de produção de petróleos tupiniquim fossem comunizados pelo Evo.

    1. Isto é facto! “O lugar da gentalha é na favela”

      ♫ Eu só quero é ser feliz,
      ♫ Andar tranquilamente na favela onde eu nasci, é.
      ♫ E poder me orgulhar,
      ♫ E ter a consciência que o pobre tem seu lugar♫

      Bons tempos aquele em que pobre tinha seu lugar… e não era o aeroporto!

      1. Lugar de pobre não é no aeroporto e nem no shopping. Atualmente, apenas vou ao shopping nos EUA. Não dá para ir no Brasil e ver a gentalha comprando uma TV em 80 prestações e, por isso, ostentando riqueza!

    2. De phacto Mr. Phacto!
      Porém, no entancto, às vezes torna-se salutar vivenciarmos a vida simples da phavella, seu pôvo humilde e resignado em sua sancta pobrêza. As phophocas das vizinhas, as brigas de quenghas, As creanças simulando tiros com a bôca e os dedos, os porcos, as galinhas e o esgôto, tudo em hum ambiente de pax e harmonia. Sempre que pósso, participo de tão intensa experiência. Chuif!

      http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/11/hotel-de-luxo-simula-favela-para-turistas-experimentarem-pobreza.html

      1. Muito bom, Julio Cesar. Deve ser divertido ir no referido hotel e vivenciar um mundo absolutamente estranho e nojento para nós, homens de bens. Durante a estadia no hotel em questão, quem sabe nós não desenvolvemos uma consciência social mais elevada e, por isso, não pensamos em expulsar a gentalha para cuba, já que vota no pt, que é um partido comunista?

        De qualquer forma, os Gringos, quando visitam o bananal, preferem fazer safári na favela. É uma atividade, creio eu, mais empolgante, ao observar, em curto lapso de tempo, a vida dos animais no chiqueiro:

        http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2012/06/22/rocinha-20-anos-de-tanque-de-guerra-para-safari-de-gringos-com-esgoto-a-ceu-aberto.htm

  5. Anti-comunero Mestre!
    Por isto que sou a phavor das leis dos tempos dos reis, onde nenhum plebeu poderia olhar os superiores homens de bens de cima para baixo sob pena de crime contra a nacção e pecado contra Nosso Senhor.
    Amén!

  6. Tio Rei nega terminantemente sua nomeação para o Ministério da Cultura!
    .
    Do dito cujo em seu blog (28/11/2014 às 5:41):

    “Não vou para o ministério. Se convidado, não aceitaria”.

  7. Elevado Mestre,

    É um acinte. Em São Paulo o alcaide criou corredores exclusivas para ônibus em terra e agora na Bolívia cria-se corredores exclusivos para a gentalha nos ares! Se a moda pega o alcaide paulistano trará a idéia boliviana de estatizar os ares criando corredores exclusivos nos ares para o trânsito de helicópteros transportando gentalha. Um horror!

  8. Essa moda perigosa começou na Venezuela de Hugo Chávez. Lá foram construídas as primeiras linhas de teleféricos para gentalha, o que deu lugar à grande indignação na classe méRdia local, que protestava aos berros ( eu os ouvi) contra a valorização imobiliária que o novo sistema de transportes trouxe para os favelados.

    Pior ainda, Hugo Chávez começou a construir edifícios com apartamentos espaçosos e mobiliados naquelas mesmas favelas, neles alojando famílias de pobres. Tentando jogar areia nos olhos da comunidade internacional, Chavez distribuiu esses apartamentos sem discriminação política, de forma que foram beneficiados favelados corruptos, que votam nos Vermelhos em troca de benesses, e também favelados patriotas, lúcidos, conscientes e bons, que sempre votam pelo interesses de seus patrões e das nações superiores do Norte. Ali onde antes havia só casebres de papelão, zinco e restos de tijolo, Chávez construiu escolas, parques, praças, centros sociais, reocupando o espaço de maneira claramente bolchevista.

    Mas a festa deles vai acabar. Marina Silva está aprendendo espanhol e em breve vai obter a nacionalidade venezuelana e será a candidata do Bem na luta contra “o chavismo que assola o país”.

    1. Marina Silva presidAnta venezuelana??? Auauvisaras! Ela vai propor um projeto para defender a cópula das corujinhas do telhado de zinco; e assim impedir a especulação imobiliária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *