Líder Sênior dos homens bons da Argentina condenado por tribunal comunista

Grande amigo da América, emérito companheiro do Farol de Alexandria, Carlos Meném foi condenado indevidamente por um tribunal comunista argentino, baseado em acusações falsas e descabidas, verdadeira tentativa bolchevista de los hermanos para tentar apagar o brilho daquele que foi considerado o Grande Farol de Buenos Aires, uma verdadeira luz referência para o Brasil. Os homens de bem brasileiros se solidarizam com os argentinos por esse terrível golpe, mas também reforçam a esperança que Macri o indulte dessa condenação infame.

O futuro do pretérito
Facebook Comments Box
Compartilhar

15 thoughts on “Líder Sênior dos homens bons da Argentina condenado por tribunal comunista

  1. DZIÉN DOBRY!
    Mestre Hari e demais Confrades impossibilitados de passear aos domingos na Av. Paulista…..
    O castelhano bom é amigo do Farol beiço de mula, porém se condenado for, será amicíssimo do Cramunhão de Garanhus, pode anotar!

  2. O herói da colorida classe média brasileira da década de 90 (saudades!), o eminente (eterno) presidente Menem, fez o dever de casa.

    A Argentina, vivia, àquele “momentum”, inflação de vários dígitos e desordem.

    O proto-bolivariano Alfonsin conseguira estragar um profícuo trabalho realizado pelos mui dignos Videla e Galtieri, dentre outros!

    E foi naquele angustiante trecho da vida dos argentinos que surgiu Menem.

    Fernando Cardoso, posteriormente, aqui em nosso rincão, fez obra de vulto comparável a de seu amigo, agora lamentavelmente condenado por algum tribunal de exceção bicolor. Nos estertores de seu triste mandato, provavelmente, a terrível Sra. Kirchner, há de ter influenciado na injusta decisão.

    Mas algum Moro de lá, certamente há de revisar o caso.

    Menem é inocente. Trata-se de uma perseguição dos lacaios do comunismo apátrida.

    Fernando, de todo modo, não se recusará, creio, de levar a Buenos Aires, palavras de solidariedade a mais essa vítima dos esquerdistas. Inclusive, penso, não deixará de ofertar belas manzanas ao colega.

    Não há de ser nada.

    Ave!

  3. Irra! Barafusto-me por quamanha nefas.
    Ora, o bom Menem não eh do Partido de los Trabajadores Platino, nem o cramunhão Portenho.
    De facto, com que auctoridade, phaz-se compelação, ou peor, increpação de intemerato fúcaro? E maes, donde estah a revista Mira que não o dephende com úngulas e dente superbo?
    Ao que parece n’Argentina estão a celebrar as Sáceas, sob auspícios de Nêmesis.
    Assim não dah, assim não pode.

    Irra: expressão designativa de repulsa, espanto, irritação; apre, arre, chiça.
    Barafustar: manifestar indignação com relação a algo; reclamar; rezingar.
    Quamanho: quão grande.
    Nefas: iniquidade ou injustiça que, por excessiva, nem se deve nomear; injusto ou ilícito.
    Compelação: ato de chamar a juízo; acusação.
    Increpar: repreender asperamente; censurar; acusar.
    Intemerato: íntegro, imaculado, puro.
    Fúcaro: detentor de grande riqueza material; riquíssimo.
    Úngula: garra ou unha.
    Dente superbo: expressão latina que significa ‘com dente soberbo’.
    Sáceas: festas que se celebravam na Pérsia antiga e durante as quais os escravos mandavam nos amos.
    Nêmesis: Deusa da vingança; ira devido à injustiça; ação de retaliação ou vingança.

  4. Mais uma perseguição descabida dos bolivareanos marxistas aos bons homens de bens d’América, desta pheita à Carlos, o Menen, o primeiro grande philho da pátria portenha a lançar do cone sul o acordo Caracú quando estabeleceu, em suas próprias palavras, “relaciones carnais” da República Platina com os irmãos-do-North-que-levam-a-democracia-ao-mundo, estes últimos entrando com a própria cara, valentes que o são, cabendo aos hermanos o resto.
    É um capítulo derradeiro que em seu extertor cometem em desespero, juízes a soldo dos bolivareanos populistas de mesma cepa dos que em triste época condenaram injustamente e encarceraram nas masmorras políticas da ditadura petralho-bolivareana do Peru o bom homem de bens Alberto Fujimori, oitro campeão da liberdade de vender as sesmarias da maldita sulamérica a quem de direito por desígnio divino.
    Dai tal excelente estadista e jestor ter sido emedalhado em pessoa pelo grandíssimo e provecto pilho da pátria de Vera Cruz, FegagáCê, como pode ser visto na photo abaixo:

    http://2.bp.blogspot.com/-_vyMR_q1xSY/VjFTtDnMmYI/AAAAAAAA8FE/Ix_5a4Whk60/s320/FHCFujimori.jpg

  5. Ilmo Dr. Prado

    Concordo ! Foi um grande líder mas não soube se proteger. Não se compara ao nosso Farol, que soube escolher seu brilhante Advogado Geral da União e se mantém até hoje , querido e não atacado.

  6. Neoplatino Mestre e demaes ermões da Comphraria dos revoltados onlaynnes desde os tempos do telégrapho.
    Humpf! Nonada, contra hum legíptimo homem de bem não há phactos nem argumentos contrários, Deus esteja. D. carlito (que eu já julgava no imphern, digo, em Miami desphrutando a bôa-aventurança dos justos, sahirá desta tão lépido e phagueiro como o não menos bom phuggimoro, digo, mori. Os dous, juntamente com o pharol, phormavam a saudosa e santicssíma trindade que, com sacriphício, conduziram essa gentalha que phala sulamericano ao caminho da civilizacção, capitalizando os lucros a juros coloniaes e jogando os prejuízos nas minas do Chile e nas barragens da vale.
    Ah! E se algum Dessanctis de lá encrencar, despacharemos daqui pela madrugada D. gilmar mentes, munido de alvarás de soltura escriptos com phios d’oiro, e chancelados pela Alca de clinton e bush, quantos phorem necessários. Com Alca, Gilmar e phios d’oiro, os maricons vão arregar.

  7. Embora tenha modernizado a Argentina e a integrado aos mercados globalizados, Menem tornou-se um incompreendido dentro do seu próprio país. Seu grande erro foi não ter feito a privatização da Justiça portenha e esta acabou sendo ocupada e aparelhada pela reserva de mercado imposta pelos montoneros. De maneira que, enquanto FHgacê, deita de bruços para sentir a manteiga fabricada ao som do último tango em Paris, Menem curtirá a palidez dos presídios. Muito triste pra quem já teve a cara, digo, a casa rosada…

  8. Macri libertará Menen, os dois tem 5 letras, começam com M e são adeptos de relações carnaes com o bom North, assim como do estado mínimo.
    O Clarin voltará a brilhar e La Nacion resplandecerá, a gentalha portenha pagará caro pela insubordinação de ter apoiado a viúva negra da Patagônia em sua sanha desemphreada por alimentos desnecessários e pretensos e descabidos direitos.
    A injustiça estalinhoista será abolida e os juízes bolchevo-bolevareanos serão sumariamente demethidos.

  9. Tio Hari,
    Não há porque o povo brasilis ficar com complexo de cucaracha. O phuturo de fegacê está garantido.
    Se ainda não dividindo aposentos com o brilhante Menem,
    sim como vice de ÇERRA45 em 2038…..viiiiiiiixe!
    De uma forma ou de outra,
    La cucaracha ya no puede caminar, porque no tiene porque le falta marijuana que fumar….
    https://youtu.be/B_27Hi1In6o

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.